Mensagem Pastoral

SEJA UM INTERCESSOR!

13 Jan 2019Pr. Hércio Fônseca

“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens.”
(1 Timóteo 2.1)

A oração toca o coração de Deus. A oração desconhece limites geográficos, barreiras étnicas ou culturais. Um crente de joelhos pode influenciar o mundo inteiro. Na sua soberania, Deus estabeleceu o seu agir na história em resposta às orações do seu povo. Nada pode ser mais significativo na vida de um crente do que o desejo e a capacidade de interceder em favor de outras pessoas.

Elias orou pelo filho da viúva, então morto. Nunca antes havia sido restituída a vida de alguém. Em toda a história não havia um precedente sequer de um morto ressuscitar. Todavia, a oração de Elias fez retroceder o tempo; os olhos do menino se abriram e ele retornou ao mundo.

Daniel orou pela restauração de Jerusalém, reduzida a cinzas desde os dias da invasão de Nabucodonosor. O fiel profeta viveu para ver o Rei Ciro publicar um decreto permitindo aos judeus que quisessem voltar e reconstruir a cidade.

Pedro foi lançado na prisão, e ordens foram expedidas para que ele fosse executado. Porém, a igreja orou sem cessar pela sua libertação e um anjo do Senhor visitou o cárcere e o conduziu a um lugar seguro.

Quando nos colocamos como intercessores em favor de alguém, desfrutamos do extraordinário poder de Deus operando e atendendo a nossa petição. Deus tem prazer em ouvir o clamor de um intercessor. Temos visto Deus responder orações em favor de todas as necessidades do seu povo, em circunstâncias inimagináveis. Seja para libertar de doenças, para operar um milagre de provisão, para proteger de perigos,  para obter orientação divina,  para salvar alguém de morrer de sede, para adquirir a necessária sabedoria a fim de superar uma situação.

Um dos momentos de minha vida em que mais me senti comovido e tocado foi quando eu ainda não conhecia Jesus. Tive a informação de que uma amiga de minha família intercedia por mim, sem ter intimidade comigo, sem sequer me conhecer. Dobrar os joelhos e orar, sem interesses, reflete o verdadeiro amor cristão, e move os céus em nossa direção.

O intercessor precisa ter um relacionamento íntimo com Deus. O intercessor é aquele que se coloca entre Deus e os homens, a favor destes, para pleitear sua causa como se fosse sua. É aquele que tem o seu espírito afinado com o Espírito de Deus e se propõe a orar por outros que, em muitos momentos, nem mesmo conhece.

O intercessor precisa demonstrar grande coragem pessoal, a coragem de abrir mão dos seus interesses para que os interesses de outros prevaleçam. Que o Senhor nos faça enxergar a importância de sermos intercessores e nos conceda a alegria de enxergar a vitória dos outros como se fosse nossa.

Voltar