Mensagem Pastoral

NAS MÃOS DE DEUS!

26 Mar 2017Pr. Hércio Fônseca

“Veja, eu gravei você nas palmas das minhas mãos; seus muros estão sempre diante de mim.”
(Isaias 49.16)

Como é precioso saber que o nosso nome está gravado nas mãos do nosso Deus. O Senhor não se esquece de nós. Ele não nos criou e nos deixou soltos ao vento, o Senhor tem interesse em nossas vidas e deseja ter um relacionamento íntimo e verdadeiro conosco.

O Senhor não abandona os seus filhos. É surpreendente saber que o nosso nome está nas mãos de Deus. Talvez já tenhamos visto o nosso nome em alguns lugares especiais: em uma homenagem, em um prêmio ou em um diploma, ou até mesmo na identificação de um escritório profissional. Ou, talvez, em uma publicação de um grande jornal ou revista, mas pensar que nosso nome está nas mãos de Deus é algo indescritível.

É impossível não ficarmos emocionados e honrados em saber que o Senhor tem o nosso nome em suas mãos. Talvez você seja o tipo de pessoa que nunca se sentiu horado em suas tarefas, realizações e afazeres, mas, quando tiver o entendimento dessa grande publicação, certamente irá enxergar a sua vida e a sua história com outros olhos.

Geralmente, ficamos preocupados se seremos lembrados pelos nossos filhos quando não estivermos mais aqui. Desejamos que fique registrado algum feito notório que realizamos, nos envaidecemos em receber alguma homenagem com a descrição do nosso nome, mas não temos a dimensão do que é ter o nome nas mãos de Deus. O seu nome está escrito em sua mão! Aleluia! E não só o nome que agora você tem, mas também o nome que Ele tem reservado para você. Um novo nome a ser dado por Ele!

Frequentemente, deparamo-nos com a realidade deste mundo frio e indiferente e ficamos angustiados com a vida e com as nossas perspectivas futuras. Decepcionamo-nos com os políticos, com as instituições e até com a religião, mas não podemos esquecer que há um registro especial sobre nossa existência nas mãos de Deus.

No Salmo 27.10 encontramos um dos mais belos exemplos do cuidado e da proteção de Deus para conosco: “Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá”. Que maravilha! Não estamos órfãos. Não estamos renegados à própria sorte, contamos com o cuidado e o acolhimento do Senhor. Ele não nos abandona, não estamos sozinhos.

O registro de Deus deve ser para nós confortante e impactante. À medida que entendemos esse cuidado, precisamos saber que Ele conhece tudo a nosso respeito e, por essa razão, não devemos nos inquietar quanto à vida, pois o Senhor tem o domínio sobre os nossos dias e sabe, em qualquer circunstância, o que é melhor para nós. O seu nome está nas mãos de Deus!

Voltar