Mensagem Pastoral

VENCENDO O EGOÍSMO

18 Nov 2018Pr. Hércio Fônseca

“Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça.”
(Romanos 2.8)

O egoísmo é um sentimento que leva a pessoa a pensar unicamente no que lhe traz vantagens e benefícios. Quando olhamos à nossa volta, enxergamos uma verdadeira epidemia desse sentimento. São homens e mulheres que não conseguem fazer nada sem pensar no que receberão em troca.

É triste constatar que o que as pessoas mais desejam, em nossos dias, é que tudo venha a girar em torno delas. Querem um parceiro que as faça feliz e colegas que sempre perguntem a sua opinião. Querem um clima que lhes apeteça, um trânsito que lhes ajude e um governo que lhes sirva. Tudo deve acontecer em torno delas.

Quando não aceito outra vontade que não seja a minha, posso estar sendo dominado pelo egoísmo. É importante entender que, qualquer vontade contrária àquela definida por Deus, nunca terminará bem, pode até ser que dê algum prazer momentâneo. Mas Deus não enxerga um momento apenas, Ele enxerga o nosso futuro e sabe o que é melhor para a nossa vida.

O egoísmo é um mal influente em nosso mundo hoje! Milhares de pessoas trocam a vida em conjunto por uma vida de solidão, onde pensam ser o centro de tudo, se afastando de todos por amarem, unicamente, a si mesmas.

O egoísmo não se apresenta arrogante e ameaçador como as tempestades. Não anuncia suas intenções de roubar a felicidade da alma e criar dificuldades ao espírito. Sua ação de empobrecer a vida espiritual é tão sutil e tão imperceptível que poucos estão capacitados a denunciar a sua aproximação.

Se não descobrirmos uma forma capaz de vencer o egoísmo, jamais faremos bem a nós mesmos porque não concorremos para a felicidade do nosso próximo. No Evangelho de Cristo, podemos descobrir a fórmula infalível de fazer bem a nós e aos nossos semelhantes.

Devemos acordar para a realidade de que a vaidade humana é reflexo do  egoísmo, que nos impede de reconhecer os valores dos que estão à nossa volta. O egoísmo, associado à vaidade, leva-nos à indiferença com relação ao outro.

Geralmente, não estamos preocupados se os que nos cercam, estão ou não em dificuldade, estão ou não precisando da nossa ajuda. O nosso desejo de  sobressairmos nos impede de enxergar a realidade do outro. O que importa, na maioria das vezes, é a nossa condição.

Por isso, o propósito de Deus é transformar nossas vidas, não somente nossos pensamentos, mas também nossas ações. Por meio da fé verdadeira, o homem recebe a graça redentora do Pai, que o ajuda a desenvolver boas atitudes. Que o Senhor nos ajude a vencer o egoísmo observando as necessidades dos que estão à nossa volta.

Voltar